Os médicos otorrinolaringologistas são profissionais de suma importância para a disseminação de aparelhos auditivos, já que ele é autoridade indispensável para que o paciente confie e entenda sobre a importância e os benefícios que esses aparelhos, além de tecnológicos, podem oferecer para a saúde auditiva. A orientação do otorrinolaringologista deve ser sempre pelo que existe de melhor para o tratamento do paciente.

Cabe ainda ao otorrinolaringologista não somente fazer a indicação do uso, mas assegurar a amplificação indicada, reavaliar o paciente junto ao fonoaudiólogo, checar se o aparelho auditivo supriu as necessidades e as expectativas do paciente. Além disso, o médico deve aconselhar e analisar o desempenho eletroacústico em intervalos regulares, sabendo que a adaptação é feita por um fonoaudiólogo, mas avaliada e acompanhada por um médico.

A classe otorrinolaringológica gera aos pacientes impressões positivas pelo interesse dado pela equipe médica e fonoaudióloga valorizando os profissionais significativamente.

Dentro da proposta da Rede de Clínicas Direito de Ouvir está o de aproximar os pacientes dos profissionais responsáveis pelo processo, oferecendo um serviço diferenciado e de qualidade completo. “A Direito de Ouvir se compromete a mudar a realidade atual na avaliação, indicação, prescrição e na adaptação do Aparelho Auditivo, com uma interação muito maior entre médico e fonoaudiólogo, melhorando a qualidade de vida dos inúmeros deficientes auditivos que precisam fazer uso do aparelho auditivo”, explica Frederico.

A tecnologia ajuda e muito o paciente, mas devemos lembrar que antes da tecnologia vem o ser humano e para ajuda-lo não podemos perder a humanidade, e isso, aparelho auditivo algum é capaz de amplificar.  “Desejamos que médico e fonoaudiólogo possam ouvir, entendo que ouvir não basta se não houver a interpretação do que se ouve, incluindo as mensagens não verbalizadas, como simbolismos presentes no discurso do paciente até mesmo daquilo que ele esconde ou simplesmente não percebe, entendo não só a deficiência auditiva, mas também a deficiência da alma provocada pela privação do ouvir”, conclui.

As colocações e sugestões do médico têm papel fundamental no processo e nas alternativas possíveis para uma amplificação sonora adequada. Para que o processo funcione de maneira integrada, busca-se ampliar e proporcionar relacionamentos duradouros com a classe médica, apoiados na ética.

Possui alguma dificuldade em ouvir? Cadastre-se

Nossa equipe entrará em contato para lhe passar todas as informações e direcioná-lo(a) para a unidade de atendimento mais próxima da localidade que você escolheu no formulário.

*Campos com preenchimento obrigatório.