O zumbido no ouvido é um sintoma que afeta a qualidade de vida de milhares de pessoas em todo mundo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, só no Brasil cerca de 30 milhões sofrem com este problema.  Por ter causas muito variáveis, esse assunto costuma causar muitas confusões. Confira a seguir perguntas frequentes sobre zumbido no ouvido e solucione suas dúvidas!

Quais são as causas do zumbido no ouvido?

O zumbido não é uma doença, mas um sintoma de que algo pode estar errado no ouvido ou em outros sistemas que afetem indiretamente a audição.  O ‪zumbido no ouvido acontece quando o ouvido passa a enviar impulsos sem que haja uma fonte sonora externa.  No sistema auditivo, ele pode estar relacionado com a perda auditiva causada pelo envelhecimento, por alterações nas estruturas internas do ouvido, com a Doença de Ménière e ao neurinoma do acústico (tumor raro que acomete o nervo auditivo).

O zumbido no ouvido também pode ser provocado por distúrbios da articulação e alterações odontológicas, alterações metabólicas e hormonais, problemas cardiovasculares, como  hipertensão arterial, distúrbios psiquiátricos como depressão e ansiedade e problemas de cabeça e pescoço

Quais são os tipos de zumbido no ouvido?

Especialistas apontam que existem vários tipos, dos leves até os graves, que podem ser comparados a diversos barulhos. Os mais comuns são apito, chiado, cigarra, grilo, cachoeira e panela de pressão.

Alimentação pode influenciar o zumbido no ouvido?

Pesquisas apontam que alguns tipos de alimento tendem a acentuar os incômodos do zumbido.  O consumo excessivo de café, refrigerantes ou outras bebidas ricas em cafeína, açúcares ou álcool costuma piorar o problema.

O zumbido no ouvido pode mascarar outras doenças?

Sim. Além de estar relacionado a problemas auditivos, o zumbido pode estar associado a alterações no metabolismo (hipoglicemia, intolerância à glicose, diabetes), problemas hormonais e circulatórios, distúrbios da articulação da mandíbula (travamento da mordida, ranger de dentes), ou contratura dos músculos do pescoço.Alguns problemas psicológicos, como ansiedade e depressão também podem desencadear o problema. Em casos mais raros, o zumbido no ouvido também pode ser provocado por um tumor que afeta o nervo auditivo.

Há tratamento para o zumbido?

Na verdade, não existe um único tratamento para zumbido. A eficácia depende das causas do problema e de como o organismo de cada um pode responder.

Zumbido no ouvido tem cura?

Algumas causas de zumbido são curáveis, outras são controláveis, outras são irreversíveis, mas na maioria dos casos, os incômodos do zumbido podem ser amenizados. Fundamental é procurar ajuda o mais rápido possível para que o impacto do problema seja amenizado. Existem várias as opções de tratamento que variam de acordo com cada caso. Em muitos deles, uma abordagem multiprofissional  – com otorrino, fonoaudiólogo e psicólogos, por exemplo –  é indispensável. Saiba mais sobre o tratamento de zumbido no ouvido!